21.2.10

Sexo, Morte, Amor, Orgasmo e Liberdade

Por Dr. Fernando Salvino - Parapsicólogo

Eu sinceramente desconheço palavras que apontam para realidades tão profundas como estas: sexo, morte, amor, orgasmo e liberdade. Todas estas palavras tem algo em comum: lideres religiosos, políticos, ditadores, militares, gurus, padres, pastores, filósofos, cientistas, familiares e tantos outros tentaram nos privar de EXPERIENCIAR estas realidades, essencialmente maravilhosas.

Vou começar por onde tudo começa: o SEXO. Um belo dia teu pai e tua mãe resolveram fazer amor, transar. Era um dia de sol, lindo, então eles aproveitaram para se amar. Esta transa sexual gostosa possibilitou que teu pai fecundasse a tua mãe, onde ficou grávida. Tu já existias antes de nascer. A relação SEXUAL e o ORGASMO de teu pai e tua mãe criaram as condições propícias a RESSEXUALIZAÇÃO de ti, como 'Espírito', 'Alma', 'Ser', 'Psi'. Tu te ressexualizas e então, quando percebe já tem alguns aninhos, é um bebê amado pelos pais e familiares. Tu então cresces, vives uma vida inteira, seja lá o que fez de sua vida, encontrou uma pessoa para viver junto dela. Se tu és mulher, então encontrou o que procurava, o homem de tua vida. Se és homem, encontrou a mulh er de tua vida. E pelo fato de ter encontrado-as(os), então, vocês descobriram o AMOR pela EXPERIÊNCIA DE AMAR. E, se descobriram o AMOR, descobriram o ORGASMO. E se descobriram o ORGASMO, descobriram a LIBERDADE. Vocês então vivem uma vida inteira de cumplicidade ancorada no AMOR mais puro, experienciando a LIBERDADE e se permitindo a vivência saudável de uma SEXUALIDADE DESREPRIMIDA e MADURA. Com isto, vocês descobrem a ESPIRITUALIDADE. Mas em dado momento, a sensibilidade de vocês passa a ser tão aguçada que começam a como se sentir os pensamentos, sentimentos, emoções, aspirações, intuições, intenções... de sua (seu) amada (do). A EXPERIÊNCIA de sentir passa a ser uma liberdade até então nunca vivida. Uma vida inteira passa, e ambos ajudaram um ao outro em seus projetos de vida, que se centraram em ajudar as pessoas a encontrarem LIBERDADE em suas vidas, pela EXPERIÊNCIA. Ambos escolhem escrever livros e ajudar as pessoas. Mas, em dado momento, a vida parece chegar ao 'fim'. Vocês estão velhos, seus corpos pesados e enrugados. Juntos vão se despedindo de mais uma existência de aprendizagens. E o que os espera no pós-morte? Eu digo que após uma vida de AMOR, ORGASMO E LIBERDADE, o que os aguarda é a continuidade de tais EXPERIÊNCIAS num outro nível de ser. Vocês partem, deixam seus corpos em seus leitos e os vêem sendo levados ao cremátório. A família chora as suas mortes, mas vocês estão ali, flutuando livres com a EXPERIÊNCIA de ter cumprido com suas missões em terra e com a lucidez de estarem centrados em si mesmos e vivos. Seres 'angelicais', ou os amparadores do universo, vem receber vocês junto com alguns familiares e vocês se dirigem para um local de absoluta paz, amor e serenidade. Desta esfera cósmica vocês agora habitam e dão continuidade às suas EXPERIÊNCIAS evolutivas pelo cosmos. Vocês ficam um tempo atemporal nesta esfera. EXPERIENCIAM a realidade doutro ponto de vista novamente, expandem suas consciências para territórios nunca imaginados e alcançam ORGASMOS ESPIRITUAIS intensos e maravilhosos. É um campus dentro do cosmo, onde são ensinados as coisas mais importantes da vida e da existência: ensinam a respeito da vida, da existência e do sentido cósmico de Tudo. Ensinam a respeito do sentido de estarmos vivos e de existirmos e da função da 're-sexualização' do Espírito. Em dado momento, após um planejamento da próxima tarefa no planeta, vocês decidem retornar e se 're-sexualizarem'. Agora, inverterã ;o os 'sexos'. E nascerão em famílias próximas e serão vizinhos. Terão menos problemas para se reencontrarem. Na vida anterior, um dos motivos pelos quais estavam tão distantes em vida, era para desenvolverem uma hiperssensibilidade para se encontrarem (paranormalidade). Nesta vida, a tarefa é outra. E vocês sabem que acontecerá praticamente a mesma coisa: ao se re-sexualizarem, esquecerão de praticamente tudo, terão flashes de memória e terão de fazer um esforço tremendo para lembrarem novamente quem são.

Este exemplo mostra a profundidade de uma vida humana, aparentemente simples, de duas pessoas que escolheram EXPERIMENTAR as realidades mais importantes e prioritárias da vida humana. Ao escolherem pelo AMOR, acabaram por encontrar seus pares amorosos e uma relação de confiança saudável para se entregarem no SEXO dentro de uma vida sexual libertária e monogâmica, escolhida por livre vontade, sem casamento ou contratos hipócritas. Permitiram-se EXPERIMENTAR o ORGASMO abrindo mão gradualmente da vida neurótica e orgasmo-abstêmica, para uma vida de PRAZER e LIBERDADE. Decidiram então, por fazer as coisas que lhes davam prazer e que faziam com AMOR. A vida deles era simples e dentro desta simplicidade encontraram o sentido de suas vidas.

Quando decidimos SER AQUILO QUE REALMENTE SOMOS, começamos a dar maior atenção a estas palavras, que são o título deste texto. Quando um paciente me pergunta: "Fernando, mas porque eu reencarnei?" Eu lhe respondo: "Olha, exatamente eu não sei. Mas posso te dizer uma coisa. Você só está aqui porque teus pais um dia resolveram transar e fazer amor. E foi esta transa que te possibilitou retornar para cá, agora, como homem/mulher. De uma coisa eu sei, que todas as pessoas vem para cá para aprenderem acerca da sexualidade e do amor. Porque tudo inicia ou pelo sucesso deste ato [uma boa transa de amor, aceitação, desejo de angravidar, parto saudável, etc.] ou por seu insucesso [uma péssima transa e uma gravidez não desejada, abortos, rejeições, desamores, etc.]. E se começarmos a seguir o caminho da maturidade sexual e de nossa capacidade de amar, estaremos trilhando o caminho de SER QUEM REALMENTE SOMOS".

Mas agora meu amigo e amiga, vou falar do assunto pelo outro lado. E este lado é muito delicado e muito difícil de ouvir. O lado da repressão e dos disturbios associados a todas as palavras que usei no título do texto.

O sexo nos humanos pode ser literalmente, um desastre. O sexo pode ser para a mulher o desastre, uma castração de seu prazer de ter seu orgasmo natural. A energia toda do organismo fica bloqueada, represada. As idéias sofrem distorções e os sentimentos começam a ficar neuróticos. Já vi muitos relacionamentos assim, muito complicados: uma vida inteira casados e a mulher sequer nunca conseguir ter seu orgasmo na relação, tinha sempre que apelar para a masturbação pós-relação sexual. Sempre frustrante e decepcionante. A maioria sequer tem coragem de abrir o jogo com o parceiro, sentem pena ou sentem-se extremamente expostas e ainda, muitas, sentem-se culpadas por não conseguirem alcançar o ápice do prazer sexual e, porque não dizer, da vida humana. Muitas se sentem 'prostitutas' ao darem vazão a sua sexualidade trazendo para si mesmas, pudores repressores que só tem uma função: restringir sua liberdade de ser quem você realmente é ou, seja, uma mulher sexuada [e isso nada tem a ver com ser uma puta ou uma prostituta]. Sem confiança no parceiro o orgasmo amoroso é praticamente impossível. E nenhum ser humano consegue uma vida mais plena de saúde mental, emocional e existencial sem vivenciar mais plenamente sua sexualidade e sua expressão amorosa. Este é um dos problemas mais 'epidêmicos' do planeta. Mais que qualquer outro, todos nós buscamos um parceiro ou parceira para nos entregarmos em alma e sermos felizes sexualmente, afetivamente e existencialmente.

O que ocorre com o homem moderno é que a cultura fast-food transformou o sexo em fast-food, e a ejaculação precoce tornou um 'epidemia' grave. Masters e Johnson definiram que um homem sofre de ejaculação precoce se ele ejacula antes de sua parceira atingir o orgasmo em mais de 50% de suas relações sexuais. Ou seja, a maioria dos homens sofre de ejaculação precoce. E isto é grave. Os homens, e digo isto como homem, temos que cuidar melhor de nossa sexualidade, dar maior atenção a ela, estudar e compreender melhor a sexualidade masculina e feminina da parceira. A estatística, por outro lado, é gentil, e aponta para cerca de 30% a 40% de incidência de ejaculação precoce nos homens. E qual é o resultado disso? A venda de drogas como 'viagra' e similares está no topo dos mais consumidos. A inseguran&c cedil;a quanto a ereção e a dificuldade de se confiar afetivamente [coração a coração] na parceira está se tornando um problema grave em nossa sociedade. As pessoas se relacionam e são desconhecidos um para o outro. Casais não doalogam tanto mais. Mal olham para os olhos um do outro. Muitos geram filhos para suprirem carências não supridas com o parceiro(a). Nada consciente, diria. Estas atitudes são inconscientes, são impulsivas, estão fora do controle da mente consciente. Fazem sexo, mas não conseguem fazer amor. Gozam, mas não tem orgasmo. Ejaculam, na verdade. Muitos sequer nem sabem o que é orgasmo. Muitos confundem orgasmo com ejaculação. Muitas mulheres não sabem o que é orgasmo, e isto é triste para todos os lados. Quando um homem e uma mulher não sentem amor um pelo outro, não confiam seus corações, suas almas um no outro, não existe uma confiança sincera para uma entrega ao amor e, por consequencia, ao sexo. E se não tem entrega, não tem orgasmo. E se não tem confiança, não tem liberdade, não tem vida, não tem amor, não tem satisfação nas coisas. Agora vou mudar o rumo da conversa.

Orgasmo é liberdade. Orgasmo é entrega. Orgasmo é deixar de lado toda as preocupações a respeito de tudo, é deixar de lado até mesmo quem você é. É entregar-se ao fluxo da energia poderosa, há muito chamada de 'kundalini' e deixa-la fluir pelo corpo em espécie de convulsão bioenmergética e magnética capaz de realinhar os chacras, as funções orgnânicas e relaxar todo o sistema, tanto psíquico como físico e emocional. É abrir mão de seu ego para se fundir no ego do seu parceiro(a). Orgasmo é um estado meditativo natural e essencial para a saúde psíquica e física. Mas, quando esta energia biológica é retida, reprimida, desviada... o que ocorre é uma sobrecarga energética na mente, nas emoções, no corpo... e isto aumenta nossa irritabilidade, aumenta a agressividade, a intolerância, a insatisfação no trabalho, na vida. Os pensamentos destrutivos entram em cena. Muitos pensam até mesmo em se matar. Em 'chutar tudo pro alto'. Quando escolhi as palavras: sexo, morte, amor, orgasmo e liberdade é porque todas estas realidades estão associadas tanto à saúde integral, como aos distúrbios e desequilibrios psíquicos. Precisaria de muitas páginas para falar acerca deste assunto, mas para começar acho que consegui passar a idéia...

A liberdade é nosso direito. Temos o direito de ser quem realmente somos. E isto passa por experienciarmos as coisas que gostamos e nos sentimos bem com isto. Dentro de seus critérios de ética e maturidade, ao tornar-se quem você é novamente, dará fim a fazer a vontade dos outros... a suprir as expectativas dos outros para agradá-los... dará fim aos muitos 'sim' que diz, quando precisa dizer 'não' e colocar os limites necessários... e o mais importante, começará a descobrir quem você é, autoconhecimento... e ao decidir suas coisas a partir de dentro de você, sentirá a responsabilidade pelo teu destino no mundo e não mais culpará tanto os outros por ter se sentido obrigado a fazer o que eles desejavam que você fizesse. Você é LIVRE. Saiba disso. É estranho eu dizer isso, mas 90% da humanidade esqueceu disso. E squeceu que é LIVRE para seguir seu destino. Pois digo: VOCÊ É LIVRE.

E se você é livre, você pode repensar todo o sentido de sua vida e o sentido de ser quem você é e de estar neste planeta. Você pode ser quem você é sem medo do que os outros vão pensar. O universo precisa de você, caso contrário você não existiria. Agora, cabe a você saber o que fazer de sua vida. O universo não precisa de sua fachada, não precisa de suas máscaras que usa para te proteger nos relacionamentos e das ameaças do meio que vive [do marido, da esposa, do filho, do chefe.....].

O universo precisa de quem você realmente é. O caminho é simples: SER QUEM VOCÊ É. E isto é auto-respeito e auto-amor. E, como disse no outro texto, busque amar o que faz ou busque fazer o que ama mais que tudo em sua vida. Se conseguir, começe a se ajudar para poder, assim, ajudar pessoas. Somos formigas do mesmo formigueiro cósmico.

E lembre-se:
VOCÊ É LIVRE PARA SER QUEM VOCÊ É. O ÚNICO QUE IMPEDE ISTO É VOCÊ MESMO.


[este texto está em fase de elaboração]

0 comentários:

Postar um comentário

Caro(a) leitor(a), seu comentário é bem vindo!