Terapia de Vidas Passadas e Pesquisa Científica da Retrocognição

Acesse meus ensaios sobre minhas experiências retrocognitivas, de terceiros e implicações científicas.

Conscienciologia, Projeciologia, Experiência fora do Corpo, Projeção Lúcida (Astral)

Acesse meus ensaios sobre minhas primeiras experiências extracorpóreas ainda no útero de minha mãe até minha idade atual.

Holocosmologia, Samadhiologia (Serenologia), Função psi-ómicron, Yôga, Tao, Meditação

Acesse meus ensaios sobre a Holociência e o método para o acesso holocósmico.

Ufologia Avançada, Parapsicologia Experimental (psi-ómicron) e Autoexperimentação Parapsíquica

Acesse meus ensaios sobre a correlação entre os fenômenos psi-ómicron, a Ufologia Avançada e experimentação direta.

23.7.15

O Futuro da Parapsicologia: homenagem a todos os meus amigos Parapsicólogos!

Fernando Salvino (M.Sc)
Parapsicólogo e Psicoterapeuta


Em 1953, na Holanda, aconteceu o I Congresso Internacional de Parapsicologia, razão pela qual se instituiu tal dia o Dia do Parapsicólogo. Assim ergue-se no planeta uma ciência capaz de trazer a campo científico casos, fenômenos e questões antes restrita ao campo metafísico e religioso. Até então o Espiritismo dominava o cenário com as teses kardecistas, e com a investigação parapsicológica pode-se discernir ciência de religião, e separar uma coisa doutra.

O perigo da separação é que a Parapsicologia foi pouco a pouco se tornando uma ciência chata. Uma mesmice tomou sua vida e uma estagnação geral reduziu sua significância enquanto ciência que pretendia comprovar a sobrevivência após a morte, a alma, fenômenos incomuns e os ditos espirituais e assim por diante. A antiga Metapsíquica e seus representantes já teriam feito tal tentativa e com extremo rigor, conseguiram chegar em resultados surpreendentes, até que Sir Oliver Lodge, publicamente assume estar a sobrevivência comprovada cientificamente. A tentativa de comprovação persiste na Parapsicologia com a pesquisa da reencarnação em crianças através de Ian Stevenson e tantos outros que procuram comprovar, tanto por pesquisa qualitativa como quantitativa, neste ultimo caso, a pesquisa da Transcomunicação Instrumental. A Parapsicologia então torna-se cobiçada, pelo mistério, pelo desconhecido e entra em academias de ciência sendo contaminadas pelo paradigma materialista e reducionista. Da mesma forma religiosos a apropriam e a distorcem a seus conceitos visando a comprovação de suas teses religiosas.

Em síntese, tivemos muitos avanços?

Que ciência é esta a Parapsicologia? É uma ciência?

Séculos de pesquisas se acumularam e quais os resultados?

Qual o propósito desta ciência? Para que pesquisar fenômenos inomuns ou paranormais? Qual o sentido de existência de tais fenômenos?

Os avanços ocorreram no campo específico da pesquisa científica da projetabilidade da consciência para fora do corpo, realizada por Hereward Carrignton e Sylvan Muldoon, a partir especialmente de 1929, apesar de Carrignton já ter tido experiências com o Yoga e com o interesse no campo da pesquisa científica da projeção. Os teosofistas nesta época estavam em voga e divulgaram no Ocidente o Yoga de Patãnjali, Raja Yoga. Metapsiquistas curiosos começaram a praticá-lo e a se interessar pelos pressupostos do Yoga e suas relações com a Metapsíquica e com os fenômenos metapsíquicos (ou parapsicológicos).

A sucessão de pesquisas nesta área culminou com a proposta de uma sub-área da Parapsicologia, a Projeciologia e suas relações com a investigação da consciência. A consciência então torna-se o centro da pesquisa, pois constata-se que a mesma não é o corpo ou o cérebro, e pode viver e sobreviver fora dele. A pesquisa da EQM - experiência de quase morte também vai fundamentar a tese Projeciológica e desafiar de uma vez por todas as teses materialistas, axiomáticas infundadas.

Com o retorno da pesquisa da consciência multidimensional, retorna-se também a três linhas de pesquisa específicas do oriente, em especial Tao, Samkhya e Yoga. O Budismo também torna-se campo de retorno, visto ser a meditação um potente método científico para o estudo da consciência.

A Parapsicologia vai se tornando então gradualmente, o estudo da consciência em seus múltiplos estados de consciência.

Nos anos anteriores, as minhas pesquisas se intensificaram por intermédio de esforços disciplinados e contínuos de autoexperimentações parapsíquicas, donde comecei a acessar um espectro de experiências que ultrapassavam o psi-gama, psi-kapa e psi-theta da Parapsicologia Geral. Dei a esta função o nome de psi-ómicron, visto que tais experiências estavam associadas a estados holocósmicos de consciência.

Os estudos das linhas acima relevaram que a ciência da consciência e dos fenômenos parapsíquicos já existia de forma desenvolvida na Índia e China e que tais linhas possuiam métodos científicos para o desencadeamentos e autodomínio dos fenômenos, além de que existia uma referência filosófica que dava sentido a tal campo fenomenológico em nossas vidas.

Assim, a Parapsicologia contemporânea é essencialmente o retorno ao saber oriental, em especial às linhas acima citadas. E com a função psi-ómicron assim descrita (aconselho ler os ensaios sobre tal função) temos o ápice do cientificável, o fim da ciência e o início da transciência, ou como chamei de Holocosmologia.

O futuro da Parapsicologia Avançada é a investigação cosmológica através das funções psi de largo espectro, ou como chamei sinteticamente de psi-ómicron.

E é com sincera esperança e paciência para aguardar o momento adequado, no futuro teremos máquinas capazes que nos fazer projetar para fora de nossos corpos (como na hipótese que lancei do Projeciotron), máquinas telepáticas (como na hipótese que lancei, o Telepaticon), naves espaciais capazes de operar em nível do hiperespaço e com isto teremos máquinas capazes de nos transportar através do hiperespaço, livre das leis do espaço-tempo ordinário dominado pela velocidade da luz. O Yoga passará progressivamente a ser o método universal para a dissolução do sofrimento e para a autoregulação permanente, e a psicoterapia de pouco a pouco vai perder sua razão de existência (as pessoas vão ficando mais saudáveis e lúcidas). A religião e suas doutrinas perderão o sentido e as instituições terminarão. Os muros dos conceitos serão progressivamente dissolvidos pelas experiências de samadhi mais generalizada. A expansão e o contato pacífico com a comunidade universal de seres do universo (alienígenas) será vivida. A Terra passará por processos progressivos de cosmoinclusão junto com a humanidade. Até que passará a ser parte integrante de uma cosmossociedade, a sociedad universal, o Estado Cosmocrático de Cosmodireito. Com isto, poderemos aprender uns com os outros e o amor universal será o caminho e o sentido de tudo que fazemos. E este princípio geral universal, já poderá ser vivido e entendido por Parapsicólogos e outros de linhas científicas afins, para que possamos compreender as experiências psi-ómicron (samadhi, kaivalyam, projeções mentais e exprojeções, cosmotelepatia, etc) e ultrapassar os muros que nos dividem.

O amor é o caminho e o sentido. É o princípio do Yoga total, de retorno a holofusão e a dissolução da doença em direção à saúde e felicidade permanente.

Parapsicologia sem amor, não é Parapsicologia: é arma.