Terapia de Vidas Passadas e Pesquisa Científica da Retrocognição

Acesse meus ensaios sobre minhas experiências retrocognitivas, de terceiros e implicações científicas.

Conscienciologia, Projeciologia, Experiência fora do Corpo, Projeção Lúcida (Astral)

Acesse meus ensaios sobre minhas primeiras experiências extracorpóreas ainda no útero de minha mãe até minha idade atual.

Holocosmologia, Samadhiologia (Serenologia), Função psi-ómicron, Yôga, Tao, Meditação

Acesse meus ensaios sobre a Holociência e o método para o acesso holocósmico.

Ufologia Avançada, Parapsicologia Experimental (psi-ómicron) e Autoexperimentação Parapsíquica

Acesse meus ensaios sobre a correlação entre os fenômenos psi-ómicron, a Ufologia Avançada e experimentação direta.

28.1.13

Fundamentos de Holocosmologia: No Limite da Cosmologia Moderna, da Irrupção da Holocosmologia e do Esboço das Primeiras Tentativas de Definições em Holocosmologia


Por Dr. Fernando Salvino (MSc)
- Parapsicólogo, Psicoterapeuta, Projeciólogo e Conscienciólogo
- Parapsicólogo habilitado pela FEBRAP - Federação Brasileira de Parapsicologia por outorga dos seus representantes, Dr. Carlos Alberto Tinoco e Dr. Geraldo Sarti, a partir da monografia-ensaio "Projeciotron - Ensaio sobre a Hipótese da Indução Mecânica de Experiência fora do Corpo".
- Pesquisador Independente do Campo da Consciência e Holocosmologia
- LAC - Laboratório de Autopesquisa da Consciência (Coordenador) - Projeto Amanhecer - HU/UFSC
- ABRAP/FEBRAP/ABPCM
- Parapsicólogo Clínico e Psicoterapeuta (Consultório particular e Projeto Amanhecer/HU/UFSC)
- Bel. Direito (Univali); Esp. Educação (Udesc); Mestre Educação (Ufsc); Pós-graduando em Parapsicologia (IPPP).


...................................................................................................................................

Prefácio à primeira versão do esboço

Este ensaio está em fase de revisão, mas não impediu sua publicação para conhecimento dos leitores. Por sugestão do amigo e parapsicólogo Sr. Geraldo Sarti, este ensaio passa a ser chamado de Fundamentos de Holocosmologia, como título principal, sendo o fundamento de uma nova área de pesquisa (Sarti). Por sugestão do amigo e conscienciólogo Sr. Flávio Amaral, ao(a) leitor(a) que sentir dificuldade inicial com o assunto que se dirija, antes, às referências bibliográficas específicas ao final citadas, especialmente os de minha autoria e do parapsicólogo Sr. Guilherme Kilian, de forma a se contextualizar no assunto já publicado, que complementará o campo a seguir exposto, fomentando até mesmo um caminho, embora ainda esboçante, de autoinduções de experimentos holocosmológicos, dentro da cosmonáutica projetiva, extracorpórea, parapsíquica.

I - Das Considerações Iniciais

Após cerca de 2 meses em total envolvimento com este ensaio, consegui uma versão inicial para que pudesse dar a público, a partir de necessidade de sistematizar tal campo e ainda em solicitação dada pela amparabilidade associada a esta investigação. Meu amigo o Sr. Kilian, também assim se pronunciou diante da necessidade de tal ensaio, então creio que aqui está a primeira tentativa.

As definições a seguir estão em contínua reciclagem, são esboços, rascunhos, visto que são cosmotransduções de informações muito avançadas (para nós, aqui) e, portanto, restritas sempre à linguagem (no caso, portuguesa) e a melhoria de definições visando alcançar mais precisão em relação ao objeto e minhas limitações cosmocognitivas. Portanto, este esboço sempre será esboço, visto que definições definitivas inexistem no campo holocosmológico.

Este esboço pertence a um conjunto de publicações e de um ensaio mais amplo sendo redigido desde a publicação do ensaio "Cosmodireito: Em Busca da Ordem Cósmica", publicado na antiga Revista Cosmanálise, em 2004, e, posteriormente transformou-se no ensaio mais amplo, intitulado, "A Gênese do Cosmodireito: Ensaio sobre os Fundamentos da Ordem Cósmica", em 2006, apresentado na época no Seminário de Pesquisas da Consciência, na sede do IIPC - Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia, em Florianópolis/SC, sem surtir maior interesse, sem eco, sendo um capítulo deste ensaio maior, cujo título provisório é: "Holocosmologia".

O subtítulo está em fase de criação. Portanto, estou em fase de completar uma década de investigações no campo holocosmológico e na apresentação mais sistemática de tal ciência, se é que podemos chamá-la de ciência, conforme é minha tarefa assumida no último período, o primeiro de natureza cosmointermissiva, de acordo com as dezenas de retrocognições lúcidas vividas auto e heteroinduzidas ao longo de mais de 1 década de experimentos em contexto de autopesquisa séria e comprometida.

Os assuntos em Holocosmologia me parecem adentrar no espectro das ciências mais avançadas praticadas pela humanidade em todas as épocas, senão vejamos a profundidade de 2 trabalhos específicos que merecem citação pela forma como foram redigidos e pelo conteúdo que ultrapassa a materialidade ainda presente da moderna cosmologia: "Cosmogênese", da Sra. Helena Blavatski e, "O Conceito Rozacruz do Cosmos", do Sr. Max Heindl. Além de tais obras, pouco se encontra neste espectro, a saber, o trabalho também profundo do Sr. José Argüelles, "O Fator Maia", assim como as tentativas do Sr. Pietro Ubaldi, em "A Grande Síntese", e outras obras de fecundidade além da mentalidade ocidental, como em "I Ching", sem autoria definida, tratado de cosmologia chinesa taoista antiga. A obra "A Gênese", de Sr. Allan Kardec também merece consideração conjuntamente com "O Livro dos Espíritos", e principalmente a obra do Sr. André Luiz (consciex), psicografada pelos Srs. Chico Xavier e Waldo Vieira, "Evolução em Dois Mundos", especialmente duas ou três folhas que disserta sobre a chamada "Engenharia Celeste" e outros assuntos pouco tocados e dissertados em superficialidade.

Em revisão bibliográfica, os assuntos de cosmologia e cosmogonia tanto nas sociedades ocidentais e orientais e mesmo as indígenas, traduzem uma pluralidade de paradigmas, que podemos contextualizar como um pluralismo cosmológico, sem uma síntese coerente de saberes. Devido a viabilidade experimental dada pela cosmoprojeciologia e mesmo pela projeciologia nos experimentos lúcidos para fora do corpo e fenômenos parapsíquicos afins e constatação experimental da holodimensionalidade e outras questões que aqui serão levantadas na forma de conceitos, temos uma maior viabilidade de tornar coerente a unificação de paradigmas no que for possível e a formulação da holocosmologia enquanto um passo seguinte da cosmologia moderna que ainda se esbarra na deficiência de seu próprio paradigma, ainda limitado pela astronomia e cosmonáutica unidimensionais (dimensão física do holocosmos).

Os conteúdos das obras acima são realmente avançados, porém ainda enredados no misticismo e na religiosidade, ou no excesso de teorizações sem fim, ligados ao processo filosófico, sem a experimentação cosmológica viável para a constatação de teorias, hipóteses e informações.

A holocosmologia considera que a totalidade holocósmica transcende até mesmo a consciência, a energia, o espaço-tempo, rumando para o infinito, no além-ciência, no além-cognição, e cuja totalidade apresenta propriedades não encontradas na autopesquisa isolada da consciência e que a consciência em si, é abstração irreal, visto que as fronteiras entre o eu e o outro inexistem experimentalmente devido às fusões de campos de energia que nos faz estar num holocampo indiviso e cuja natureza mais profunda da consciência é holocósmica e não consciencial, individual. Apesar disto, a porta de entrada da holocosmologia é a autopesquisa profunda, parapsicológica, conscienciológica, projeciológica, psicológica, e assim por diante.

Embora tal realidade esteja muito mais bem esclarecida em ensaio que estarei publicando em futuro próximo, saliento que parece que estamos entrando numa revolução cosmológica sem precedentes na história da ciência no planeta, proporcional a revolução copernicana, quando apresentou o heliocentrismo, ou a revolução quântica,que deu passos para a moderna cosmologia.

Para copérnico, pois, o universo estava centrado em torno do Sol. A emergência da "nova" cosmologia no planeta, enfatiza que o cosmos como um todo, infinito holodimensional e de estrutura de espaço-tempo-consciência simultâneo, coeso, parece ser um holocentrado inteligente em si mesmo, infinito, e não na matéria (em astros), cuja noção gravitacional restringe-se a esta dimensão e cuja gravidade encontra-se anulada nos experimentos de projeção lúcida além Terra e além dimensões próximas da realidade física, nas dimensões conscienciais, onde encontramos somente o espaço isento de tempo, ou em tempo simultâneo. O "eixo" holocósmico é mais abstrato do que astrofísico, mais consciencial do que físico, embora tanto o consciencial quanto o físico pertencem a mesma realidade unificada e holodimensional, indivisível. E existem relações diretas entre força gravitacional e atividade psicônica, a ponto de forma lúcida, pensarmos ser a força gravitacional um fenômeno cósmico relacionado à holointeligência, e, portanto, aos psicons (Sarti e Salvino).

O fato do holocosmo estar se expandindo desde a suposta explosão do Big Bang, evidenciada por dedução a partir da radiação cósmica de fundo, e mesmo expandindo em termos de evolução consciencial em fusão coesa com tudo, em unidade indivisível, para onde o holocosmo se expande? Qual a natureza do espaço não-existente, embora teoricamente existente mentalmente, que viabiliza a evolução e o tornar-se permanente do holocosmo? Preencheria o holocosmo um holocampo consciencial de possibilidade de existência antes de tornar-se existente? O "Nada holocósmico" parece ser a realidade abstrata, cosmosubjetiva, que viabiliza o holomovimento holodimensional, holoconsciencial, holoastrofísico permamente no espaço-tempo não-existente que passa a existir e assim holosucessivamente? Parece-me que neste sentido, como metáfora inspirada no diálogo entre eu e o Sr. Geraldo Sarti, por aproximadamente duas horas em telefone, a realidade abstrata cosmosubjetiva é similar a dedução da existência dos buracos negros pelo que ocorre no horizonte eventos. Seriam os buracos negros gigantescas centrais mentais, conscienciais, da holocalibração galáctica como deduziu a cosmologia maia?

Saliento também que estes saberes não compõe doutrina alguma, não sendo doutrina dos espíritos ou doutrina filosófica ou algum tipo de doutrina religiosa. Não é nem mesmo um paradigma, mas uma continuidade investigativa, aberta. Eu mesmo não acreditaria em nada do que venho escrevendo se eu mesmo não tivesse passado por uma determinada ordem progressiva de experiências, ao longo de milênios de evolução e que aos poucos fui constatando a coerência em falarmos de holocosmologia e a experimentação projeciológica.

Mas paramos por aqui. Este assunto mais profundo da inteligibilidade cósmica será apresentado de forma extensiva em ensaio único, conforme informado acima. Ficaremos aqui no esboço, no rascunho, das primeiras tentativas de definições em Holocosmologia, como o primeiro ensaio de 2013, exatamente 8 anos após a publicação em 29/07/2004, do ensaio "Cosmodireito: Em Busca da Ordem Cósmica". E aos que acham que sou prolixo na minha forma de escrita, por parecer rodear e rodear e rodear... peço a compreensão de que não consigo por enquanto ser mais claro do que venho expondo. A simples escrita sobre holocosmologia me impõe a alteração autoinduzida de consciência para que eu possa operar num espectro mais próximo de uma cosmocognição e com isto, descrever tal realidade, aqui, numa tentativa de expor o A, E, I, O, U (como minha tarefa de cosmoalfabetização), do que ocorre nas dimensões cósmicas mais avançadas com as que visitei no meu último período intermissivo e que, muitos no planeta já passaram ou ainda irão visitar em futuro próximo se assim estiverem em sincronização com a holocalibração.


II - Das Definições Básicas, Esboçantes, em Holocosmologia (em ordem alfabética):

Em contínua atualização.

Conselhos de Calibração Cosmológica: podem, por enquanto, ser definidos como órgãos do Estado Cosmocrático de Cosmodireito cuja função geral é a de responsabilizar-se pela cosmocalibração, onde cada Conselho se responsabiliza pela cosmocalibração de seu raio de ação definido, como por exemplo, o Conselho de Calibração do Sistema Solar. Obs: Para aprofundamento ler os ensaios: Sobre o Acesso Experimental ao Holocampo Cosmológico... (clique aqui), Calibração Cosmológica ou Sabedoria Divina? (clique aqui) e Ensaio sobre os Conselhos de Calibração Cosmológica... (clique aqui ).

Cosmoalfabetização: movimento evolutivo de compreensão progressiva da holocosmologia como pre-requisito para a integração ao Estado Cosmocrático de Cosmodireito.

Cosmoclarividência/audiência Viajora: ligada aos experimentos ultra-transcendentes de contato direto com realidade extraterrestriológica e mesmo a cosmológica, já relatado em ensaios anteriores e os avistamentos de sistemas estelares, consciências de outras orbes do cosmos e assim por diante, incluindo percepções mais complexas, como ausculta da fala extraterrestre, psicometria e outros fenômenos concomitantes.

Cosmocognição: condição psicofisiológica em que a consciência apresenta estrutura, preparo, condições e permissão calibratória para acessar e processar informações do holocampo cosmológico. Relacionado à: cosmossinapse, cosmoconsciência, etc. A cosmocognição é também o cosmoparapsiquismo, além de tudo que podemos compreender a respeito das possibilidades da consciência e da ação mental, na simultaneidade espaço-tempo-consciência e na cosmoideoplastia de universos, sistemas e processos evolutivos, leis aparentemente naturais e processos aparentemente restringidos a atividades puramente astrofísicas.

Cosmoconfiança: estado de serenidade intraconsciencial permanente relativo à confiança no espaço-tempo evolutivo do cosmos e no controle inteligente absoluto de toda existência, em níveis progressivos de evolução e cosmofraternidade, amor puro, e intencionalidade cosmoética onipresente, em ausência absoluta de dúvida perante a intencionalidade cósmica em relação a tudo que existe.

Cosmoconsciência: estado de holofusão holotrópica com a holodimensionalidade em dimensão consciencial pura; irradiação consciencial em direção ao infinito, livre de corpo, espaço-tempo e sensação de separatividade dimensional; sensação de fusão subjetiva total com o cosmos, em ausência de percepção de corpo e percepção direta de si mesmo enquanto holocampo consciencial espalhado pelo cosmos, pura individualidade consciencial operante em dimensão consciencial pura, na simultaneidade eterna do espaço-tempo infinito; alcançando hiperdistâncias de anos-luz na simultaneidade da onipresença relativa ao espectro holotrópico. A função de onda psi, neste caso, é probabilidade 1, onde a consciência encontra-se localizada em todos os lugares ao mesmo tempo, diluída no fluido cósmico, em dimensões além das galáxias e estrelas, rumando para o Infinito, habitando a invisibilidade que forma a grande massa cósmica, ou a energia escura do cosmos.

Cosmocracia, Comunidade Cosmoética Universal ou ECC - Estado Cosmocrático de Cosmodireito: comunidade cosmoética universal, onipresente, cujo nivelamento evolutivo já ultrapassa os limites da Terra e das dimensões extrafísicas paratroposféricas, cuja organização localiza-se na onipresença, na holodimensionalidade e na holocoordenação  holocosmológica, holocalibração, em fusão total, holoplanetária, holoestelar, hologaláctica, no holomovimento infinito de evolução. O Cosmoestado é Holoárquico, ou seja, o poder é onipresente e onicontrolado, baseado na Holoarquia Evolutiva Cósmica, sem qualquer relação com a lógica do Estado no Planeta Terra, que obedece à lógica política e a corrupção. O critério do Cosmoestado é a Cosmoética ou seja, a Incorruptibilidade e a Holoarquia é ocupada baseado na impecabilidade cosmoética das ações integrais da consciência e sua nivelação evolutiva na Holoarquia. A Holoarquia se manifesta através dos Conselhos de Calibração Cosmológica, órgãos da grande entidade cósmica, cuja esfera mais infinita do cosmopoder se localiza no cosmoespectro enquanto HCI - Holointeligência Cosmofraterna Infinita. O ECC não é Estado coercitivo, é Estado Cosmoético e o Cosmodireito é regido por esta ética holocosmológica.

Cosmodireito:  espécie  de  manto  protetor  (dose  normativa  cosmoética)  de organização e de direção cosmoética da evolução da consciência e do universo; as normas de cosmodireito são como instrumentos de salvaguarda e amparo da convivência universal, social e parassocial, ecológica e paraecológica, intra e extrafísica; da totalidade cósmica indivisa; significa também  tanto  o  ordenamento  cosmojurídico,  ou  seja,  o  holossistema  de  normas  ou  regras cosmojurídicas que traça às consciências determinados rumos em seu processo evolutivo, como o tipo de Ciência que a estuda. O Cosmodireito é o Direito emanado das Consciências Livres, nas quais vivem permanentemente no estado cosmoconsciencial contínuo e experienciam a totalidade cósmica  indivisa  e  holodinâmica  na  eternidade  da  atemporalidade  e  da  não-espacialidade  do absolutu. (clique aqui).

Cosmoengenharia: prática técnica e ciência realizada pelas inteligências cosmológicas que coordenam a calibração cosmológica, num espectro, relativo, a sistemas solares e, por dedução, a espectros mais vastos, como galáxias, holodimensionalmente, em fusão cosmológica, coordenando o espaço-tempo astrofísico com os ciclos holorressomáticos pelos planetas afora. O parapsiquismo usado aqui é espécie de cosmoparapsiquismo, holodimensional, de fusão, operando em espaço-tempo simultâneo. O mesmo que na nomenclatura religiosa: arquitetos do universo; engenharia celeste e assim por diante.

Cosmoética: É o conjunto das regras de conduta  consideradas  válidas,  num determinado espaço-tempo  cosmoconscienciológico,  que representa  o  discernimento  e as  noções  universais, multidimensionais  e  cósmicas  abrangentes  –  dos  umbrais  às  dimensões  metacósmicas  das Consciências Livres e continuum evolutivo –, compartilhadas através de metacomunicação, do que é  justo  e  injusto,  sendo  o  reflexo  de  valores  sublimes  de  altíssimo  grau  de  hiperacuidade  e discernimento em relação à totalidade (justiça universal). A ciência da moral cósmica é a cosmoética.

Cosmofraternidade: amor cósmico puro, holodimensional em holocampo onipresente pertencente ao espectro holocosmológico da mais alta magnitude da intenção, do sentimento, do discernimento e da benevolência perante a realidade cósmica infinita e a holodiversidade, a cosmorientação evolutiva, o cosmoparapsiquismo, a intenção que está por trás da cosmocalibração e todos os fenômenos relativos à alta holocosmologia acima descrito em esboço.

Cosmoinclusão: é o fenômeno cósmico onde um determinado agrupamento de consciências em habitabilidade planetária é inclusa no Estado Cosmocrático de Cosmodireito e cujo planeta sai do isolamento parapsicopatológico relacional com o holocosmo passando a co-participar da comunidade cosmoética universal.

Cosmointermissão: o mesmo de "intermissão" das consciências de intermissão cosmológica, cuja aprendizagem efetiva-se através de acessos diretos de informações sem intermediários, matérias, salas de aula, cursos, currículo e assim por diante.

Cosmologística: logística cosmointeligente, de nível incompreensível para nós, holocosmológica, relacionada à cosmogestão de fusão consciência-energia-espaço-tempo-dimensão, simultaneamente, reunindo os fenômenos astrofísicos, galácticos, planetários, transmigracionais, interdimensionais, com os da emigração e imigração interdimensional de consciências, as séries de ressomas e dessomas, a gestão do espaço-tempo-consciência da ressoma e dessoma dentro da holocalibração e assim por diante.

Cosmopanfonia: ou a comunicação verbal especialmente dedicada a condução de diálogos individuais ou em grupo, progressivo, pelo crescendo de idéias, cósmicas e abrangentes, com a proposta de geração de campo de acesso, com participação do amparo cosmológico e conexão ao campo psicônico de natureza cósmica, além da evocação.

Cosmopangrafia: ou a escrita especialmente dedicada aos acessos ao holocampo cosmológico com a participação ativa do parapsiquista conjuntamente com o amparo cosmológico em estados de semi-projeções de mentalsoma e expansão da consciência, dilatação do coronochacra e canalização participativa de informações, na forma de conceitos, idéias, insights, imagens e sensações no campo do sentimento parapsíquico no sentir as realidades cosmológicas, extrafísicas.

Cosmoparapsiquismo: parapsiquismo próprio das inteligências cosmológicas que usam de tal capacidade para fazer o cosmorastreamento em escala astrofísica holodimensional que viabiliza a cosmocalibração de dado sistema, em consonância com as necessidades evolutivas de toda a biosfera e parabiosfera planetária.

Cosmopolita: a consciência que, devido ao processo evolutivo de cosmificação consciencial ao longo da serialidade multiexistencial de evolução pelo cosmos, alcançou a ruptura da fronteira subjetiva e objetiva entre nações, raças, credos, filosofias, ciências, paradigmas, posições políticas, religiosas e modos de ser e estar no mundo, comportamento e adota um modo de vida, naturalmente mais universalista, pelos interesses, forma de viver e em tese, mais nômade e menos fixada; e ainda mais afim às realidades cósmicas e aos interesses que extrapolam a dimensão intrafísica, ao planeta e adentra na pluralidade dimensional, nas experiências de consciência mais cósmica, o cosmofraternismo e assim por diante.

Cosmoprojeciologia: campo experimental da projeciologia dedicada a investigação cosmológica avançada através da projetabilidade consciente para fora do corpo e fenômenos associados, como a retrocognição intermissiva e acesso direto ao holocampo em semi-descoincidência de mentalsoma, exoprojeções cosmológicas e projeções de mentalsoma, cosmoconsciência.

Cosmopsigama: fenômenos psi-gâma ou parapsíquicos subjetivos, ocorrente num dos 3 estados de consciência (intrafísico, extrafísico ou projetado) de grandeza cósmica, relacionado ao cosmoparapsiquismo mais subjetivo, na intraconsciencialidade cósmica, como as projeções psi-P (psi-Puras) ou mentaissomáticas, além das dimensões de espaço-tempo rumando para as dimensões conscienciais puras da simultaneidade, acima da velocidade da luz e da ação dos buracos negros e horizonte de eventos.

Cosmopsikapa: fenômenos psi-kapa ou parapsíquicos mais objetivos, ocorrente também num dos 3 estados de consciência, de grandeza cósmica, relacionado ao cosmoparapsiquismo em suas ações psicocinéticas sobre a astrofísica, em espectro cosmológico, holodimensional.

Cosmopsitheta: fenômenos psi-theta ou parapsíquicos integrais relacionados à ação das consciências de espectro evolutivo pertencente a Holointeligência Cosmológica Infinita (HCI), nas dimensões conscienciais puras do cosmos, dimensões estas de fusão holodimensional, onde atuam na gênese de universos (multiversos), galáxias, vazios intergalácticos, campo gravitacional e outros sob escrutínio da holocalibração, para viabilizar a evolução cosmo-consciencial, dentro do cosmoprojeto evolutivo. A gênese de universos nada tem a ver com a gênese do cosmos, visto que o cosmos sempre existiu (definição mais precisa).

Cosmorretrocognição: no acesso lúcido à memória extracerebral relativa ao período intermissivo de natureza cosmológica e acessos ao holocampo cosmológico, em projeções de mentalsoma e paratelepatia, próximo ao conscienciês.

Cosmoserenões: são as inteligências cosmológicas conhecidas na Terra como "serenões", seres de inteligência e cosmoética de nível avançado, mas que como cosmoserenões, ultrapassam todo e qualquer referencial de inteligência e ação cosmobenigna, num nível de acalmia e hiperlucidez com raio holocosmológico, além das reurbanizações extrafísicas aqui no planeta, porém, relacionado a Cosmocalibração, aos Conselhos de Calibração Cosmológica, na simultaneidade do espaço-tempo-consciência.

Cosmotransdução: é o processo de passagem e cosmodecodificação psigâmica de níveis cosmoinformacionais (cosmopsicon) para os níveis da linguagem comum, nos planetas, articulada ou não, por vocalização ou telepatia comum da consciência extrafísica, sempre versões da informação matriz, daí se afirmar que inexiste verdade exposta por linguagem comum e, sim, transduções.

Densificadores (Holorressomáticos ou Interdimensionais): máquina da alta tecnologia cósmica e evolutiva, para viabilizar a ressoma das consciências de intermissão cosmológica, operando em tempo simultâneo, obedecendo a tabela holofrequencial da calibração cosmológica, adequando a ressoma a cada planeta e condições ecológicas, situadas no espaço cósmico próximo aos planetas-alvo da ressoma. A máquina calibra a exata materialização da consciex para o exato tipo somático do planeta-alvo da ressoma. A imagem mais aproximada do que são estes densificadores está na ficção científica em "stargate".

Direito e Paradireito Interplanetário: campo do direito intrafísico e direito extrafísico, respectivamente, associado à normatização que incide sobre as consciências intrafísicas e extrafísicas de procedência extraterrestre que ocupam o holocampo mais restrito às dimensões psicossomáticas, não incluindo as dimensões mentais e conscienciais puras, porém, associadas à Terra num nível internacional. Relativo aos acordos e para-acordos interplanetários, tratados e paratratados e convenções e para-convenções interplanetárias. Hipótese proposta em 2005. (por extensão lógica, Direito e Paradireito Interestelar e Intergaláctico). Para aprofundamento, sugiro o estudo de: Ensaio sobre os Conselhos de Calibração Cosmológica... (clique aqui ) e, embora desatualizado, vale a pena o estudo de: A Gênese do Cosmodireito: Ensaio sobre os Fundamentos da Ordem Cósmica (clique aqui) , e todos os outros em Holocosmologia.

Holoarquia Cosmoevolutiva: o cosmonivelamento do Poder Consciencial, ou a Cosmopolítica Cosmoética, em escala de espectro holocosmológico, onipresente, nivelando a cosmojurisdição e a cosmocompetência nas ações cosmoéticas visando a sincronização cósmica permanente, através da Holocalibração e seu espectro. Em relação a Holoarquia Cosmoevolutiva, temos tentativas na Terra de  escalometria, tais como em Confúcio, Teosofia (cosmogênese), Cosmologia Rozacruz (conceito rozacruz do cosmos), Allan Kardec (espiritometria) e Waldo Vieira (conscienciometria). As escalas propostas acima necessitam de aprofundamento e ampliação para o raio Holoárquico, incluindo as inteligências cosmológicas, além da Terra e da serenologia, ou a cosmoserenologia, que é a existência de serenões cósmicos, que estão com interesses além da Terra e do sistema solar.

Holocalibração: a calibração cosmológica de fusão, total, realizada pela HCI (holointeligência cosmológica infinita), para fins de manter a coesão holoharmônica do Cosmos em seu holomovimento infinito de evolução eterna; mantendo relações diretas com o Cosmodireito e a Cosmoética.

Holocosmologia: holociência que administra o Cosmos em sua natureza holodimensional, holointeligente, coesa, unificada, infinita, fundida na unidade consciência-energia-espaço-tempo e suas manifestações cósmicas como nas manifestações cosmológicas, astrofísicas, astronômicas, e assim por diante, através de metodologia científica, tais como a cosmoprojeciologia, a cosmoretrocognição, a indução laboratorial de acesso ao holocampo cosmológico, cosmopangrafia, cosmopanfonia e metodologia convencional astronômica, astrofísica, unificando as abordagens cosmológicas ditas convencionais. (definição ainda precária).

Holoharmonia Cosmológica: o holocampo cosmológico de fusão total, infinita, onde a totalidade se funde num holomovimento cosmológico em impecabilidade infinita, e benigna, numa estética icomensurável e perfeição cosmoarquitetônica e pertencente à cosmoengenharia.

Holointeligência Cosmofraterna Infinita (HCI ∞): o mesmo que "Deus", mas não-Criador, sendo o holocampo de fusão holodimensional, cosmológica, das infinitas inteligências cósmicas de espectro evolutivo ininteligível, transcognitivo, responsáveis pela holocalibração e outras funções impossíveis de compreender, além de tudo que conhecemos e podemos saber, no nosso atual nivel de evolução, que mantem o Cosmos em coesão evolutiva integral, ad infinitum, trancendendo o espaço-tempo e qualquer modelo cosmológico já proposto na Terra. Amor cósmico puro. Em Holocosmologia inexiste o "Deus" criador, visto que inexiste o começo do Cosmos, ou o espaço-tempo, portanto o Cosmos sempre existiu na eternidade do tempo e infinitude do espaço (espaço-tempo eterno-infinito).

Holorressexualização: os processos contínuos, sem noção de começo, de travessias interdimensionais da consciência dessexualizada (extrafísica) para um planeta cuja entrada dimensional se dá a partir do sexo e, por conseguinte, da embriogênese, de alguma forma de acolhimento em um soma fisiológico com útero e posterior parto, em Planeta cuja biosfera habitam animais (seres sexuados) e mesmo seres assexuados. Exemplo: Terra. A ressexualização provavelmente não ocorre em todo planeta, daí que o conceito de vida se restringiria à fisiologia humana (no caso de vida humana), portanto, existem outros processos de ressomatização que estão além da ressexualização, como a suposta regaseificação da consciência, onde em planetas gasosos as consciências ressomam em veículos gasosos, conforme as condições ecosféricas do planeta ou sítio cósmico.

Paradireito Internacional: campo do direito extrafísico associado à normatização que incide sobre as consciências extrafísicas que ocupam o holocampo mais restrito às dimensões psicossomáticas, não incluindo as dimensões mentais e conscienciais puras, porém, associadas à Terra num nível internacional.


III - Das Considerações Finais

Após esta dedicação de construir este escrito que ora apresentei, eis que me deparo com um silêncio interno, onde prefiro deixar para você, leitor e leitora, que tire suas conclusões, se é que tenha alguma, diante deste campo.

(este ensaio é um capítulo de outro ensaio, conforme esclarecido no início deste).


Referências para Aprofundamento:

Gerais:

ARGÜELES, José. O Fator Maia. Cultrix.
BLAVATSKI, Helena. A doutrina Secreta: Cosmogênese.
CASTANEDA, Carlos. O Presente da Águia.
_____. Porta para o Infinito.
_____. O Lado Ativo do Infinito.
CONFÚCIO. Os Anacletos. Pocket. 2000.
FLAMMARION, Camile. Pluralidade dos Mundos Habitados.
_____. Narrações do Infinito.
HANDEL, Max. O Conceito Rozacruz do Cosmos.
REVAIL, Hipolitté (pseud. Allan Kardec). A Gênese. FEB.
______. O Livro dos Médiuns. FEB.
______. O Livro dos Espíritos. FEB.
______. O Céu e o Inferno. FEB.
______. Revista Espírita. FEB. 
SARTI, Geraldo. Psicons. 1992. ABRAP.
TZU, Lao. Tao te King. Ed. Pensamento, 2002.
UBALDI, Pietro. A Grande Síntese.
VIEIRA, Waldo. Projeciologia. Panorama das Experiências da Consciência fora do Corpo Humano. IIPC.
WILHELM, Richard (trad). I CHING - O Livro das Mutações. Ed. Pensamento.

Específicas:

SALVINO, Fernando e KILIAN, Guilherme. Sobre o Acesso Experimental ao Holocampo Cosmológico: Do Primeiro e Segundo Experimento Laboratorial - Retrocognição ao Último Período Intermissivo. (clique aqui)
SALVINO, Fernando e SARTI, Geraldo. É Também Psíquica a Gravitação? Algumas Implicações da Projeciologia, Física Moderna e Psicons. (clique aqui)
SALVINO, Fernando. Calibração Cosmológica ou Sabedoria Divina? (clique aqui)
______. Ensaio Preliminar sobre a Lógica Inclusa do Infinito e a Irrupção da Transciência. (clique aqui). 
______. Cosmoprojeciologia: Investigação Cosmológica através da Projeção da Consciência para fora do Corpo Humano" (clique aqui).
______. Breves Considerações sobre o Acesso Experimental ao Holocampo Cosmológico. (clique aqui)
______. Relação Bóson de Higgs - Intelectons, Intenção do Pesquisador e PK. (clique aqui)
______. Ensaio sobre a Taxonomia das Experiências Extraterrestriológicas. (clique aqui)
______. Onde a Ciência Termina? (clique aqui)
______. Cosmocracia e Comunidade Cosmoética Universal. (clique aqui)
______. Ultrapassando a Fronteira do Ego: Minha Experiência com Cosmoconsciência. (clique aqui)
______. A Ciência Universal da Benevolência e do Amor. (clique aqui)
______. Registros Pessoais. Sem data.
SCIENTIFIC AMERICAN BRASIL. Mistérios Profundos do Tempo. Edição Especial Física (1).
______. Enigmas do Começo e Fim do Tempo. Edição Especial Física (2).
______. O Passado e o Presente do Cosmos. Edição Especial. 2ª Ed. nº 27.
______. Multiversos são Reais? Ed. nº 112.
______. Buraco Negro no Coração da Galáxia. A benevolência do Buraco Negro. Ed. nº 124.
______. Buracos Negros: As Criaturas mais Exóticas do Cosmos. Edição Especial. Nº 18.
______. As Diferentes Faces do Infinito. Edição Especial. nº 15.
______. A Mão Invisível do Cosmos. In Fronteiras da Física 2. Edição Especial N° 02.

______. A Nave da Humanidade. Edição Nº 129.
______. Equívocos Freqüentes em Torno do Big Bang. In Edição Especial de Aniversário: Os Melhores Artigos dos Últimos 10 Anos. Nº 50.


Outras:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cosmologia
http://www.eba.ufmg.br/hololab/reflexoes_02.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Holomovimento
http://www.ifi.unicamp.br/~dfigueir/holosite/glossario.htm

Obs: Em constante atualização.