Terapia de Vidas Passadas e Pesquisa Científica da Retrocognição

Acesse meus ensaios sobre minhas experiências retrocognitivas, de terceiros e implicações científicas.

Conscienciologia, Projeciologia, Experiência fora do Corpo, Projeção Lúcida (Astral)

Acesse meus ensaios sobre minhas primeiras experiências extracorpóreas ainda no útero de minha mãe até minha idade atual.

Holocosmologia, Samadhiologia (Serenologia), Função psi-ómicron, Yôga, Tao, Meditação

Acesse meus ensaios sobre a Holociência e o método para o acesso holocósmico.

Ufologia Avançada, Parapsicologia Experimental (psi-ómicron) e Autoexperimentação Parapsíquica

Acesse meus ensaios sobre a correlação entre os fenômenos psi-ómicron, a Ufologia Avançada e experimentação direta.

28.4.12

Evidência de precognição ou telepatia? Breve Análise Parapsicológica de Fenômeno Psigâmico Espontâneo

Por Dr. Fernando Salvino
Parapsicólogo Clínico e Psicoterapeuta
NIAC/FEBRAP/ABRAP




I - Considerações iniciais


O fenômeno psigâmico é aquele que transcende os limites da percepção ordinária, também chamado de fenômeno transpessoal. O nome psigama é mais preciso e confere a ampla casuística parapsicológica acumulada em séculos de investigações. São estes os fenômenos parapsíquicos, de natureza subjetiva, que desafiam os paradigmas normais, por isto mesmo, chamados de fenômenos paranormais. Estes fenômenos desafiam a forma como se conhece em suas relações de espaço-tempo, onde podemos acessar informações ocorridas num espaço-tempo antigo (retrocognição) e evidenciar as chamadas vidas passadas ou existências extrafísicas, como atualmente o NIAC vem investigando em laboratório. Também pode acessar informação no tempo presente, a partir de percepção e processamento cognitivo que ultrapassa o comum, o normal, que é a telepatia e a clarividência (na classificação parapsicológica). De outra ordem, poderá a pessoa acessar informações no espaço-tempo futuro, mesmo estando no presente. Pertencem ainda nesta categoria os fenômenos mais transcendentes da projeção da consciência para fora do corpo, experiências de quase morte e outras. Estarei aqui abordando somente duas destas categorias: a precognição e a telepatia, para o estudo sintético deste caso ocorrido comigo mesmo.


II - Experimento

No dia 27 de abril às 22h41 escrevi no facebook de minha mulher o seguinte dizer:

Fernando Salvino
Bom dia, como é sabado deves ter dormido muito, entao deve ser pelas 7h02 da manha..rssrsrsrsrs... 
Ontem às 22:41

No dia 28 de abril, afirma ter acordado perto das 07h00 da manhã e imediatamente abre seu facebook para observar as mensagens postadas, quando exatamente as 07h02, ela responde:

  • nossa, n precisava ser tão preciso...
  • são exatamente 07:02..kkk



III - Considerações sobre o experimento

1. Trata-se de experimento espontâneo da ordem dos fenômenos psi-gama, exaustivamente investigados pela parapsicologia. Os fenômenos psi-gama são aqueles de ordem subjetiva, porém, transcendendo as leis comuns de espaço-tempo, causalidade e migrando para uma concepção de espaço-tempo unificado, o holocampo informacional.

2. A caracterização do fenômeno aponta mais para evidência de precognição, no estado de consciência ordinária, normal, em virtude da relação temporal associada a informação inicial e a confirmação da previsão posteriormente ao informado (07h02). No momento em que escrevi a informação e todo o texto, o horário escolhido foi escrito sem consciência alguma, aparentemente ao "acaso".

3. Exclui-se neste caso a coincidência ou o acaso, obviamente, sem muita exaustividade, pelo fato de que a probabilidade de eu acertar com exatidão o horário horas antes do fato ocorrer descarta qualquer hipótese de acaso ou coincidência. Estatisticamente é impossível ser coincidência. Portanto, a evidência é de fenômeno psigâmico.

4. Ao comentarmos sobre o ocorrido, para ambos ocorre a sensação de surpresa e mesmo de espanto diante da exatidão da informação prevista e posteriormente confirmada.

5. Embora seja fenômeno bastante catalogado pela parapsicologia, incluindo experimentos de laboratório, ainda é fato que esta mesma ciência, o qual sou também representante, desconhece ainda o como e o porque determinadas informações pode ser acessadas antes das mesmas ocorrerem no campo conhecido como "realidade".

6. Pode-se argüir neste caso também, diferentemente da precognição, evidência de telepatia. E vou esclarecer o porque. As 22h41 da noite anterior, minha mulher estava dormindo. No estado de sonho é comum ocorrer fenômenos psi, tal como o que aqui ocorreu. No momento então que escrevi 07h02 eu estava completamente integrado à ela energeticamente, numa interação de campo, embora a distância naquele momento nos separasse, os fenômenos psi independem de distância e de tempo. Ela poderia também estar fora do corpo, ao meu lado, ouvindo a informação e ao acordar responde a mesma.  Ela poderia ter captado a informação por telepatia, mesmo dormindo, e, isto ter ficado gravado em seu subconsciente como programação mental e, ao acordar, ela responde ao horário enviado pela telepatia, estando no computador exatamente no horário "combinado". É de sua natureza a pontualidade perante compromissos comigo. Assim também podemos cogitar de evidência de telepatia, ao invés de precognição.

7. De forma conclusiva, temos aqui a impossibilidade de afirmarmos com certeza se é caso de precognição ou de telepatia. Mas, diante do principio da economia de energia psi em decorrência do trabalho que a comunicação telepática poderia se dar, parece ser caso sugestivo de precognição. Mas sejamos sinceros, parece, mas pode não ser. Neste caso, a fronteira entre telepatia e precognição é tênue.

8. De qualquer forma, temos neste caso mais uma forte evidência de fenômeno parapsicológico psigama, independente ser telepatia ou precognição e exclusão total de hipótese de coincidência ou "acaso".

16.4.12

Projeto de Pesquisa (título provisório): "Acesso ao Holocampo Cosmológico pela Indução Laboratorial de Parafenomenologia Projeciológica, a Retrocognição e outros métodos"

Via-láctea
Por NIAC
Pesquisadores Dr. Fernando Salvino e Guilherme Kilian




A razão pela qual o NIAC, através de seus pesquisadores Fernando Salvino e Guilherme Kilian, formularam o projeto de pesquisa agora com a devida publicidade se ancora em autopesquisa de ambos, cuja pergunta básica de investigação remonta na seguinte questão, a seguir resumida e sintetizada para fins de conhecimento do público e dos leitores:

O que houve no último período entre-vidas que parece justificar a diferença gritante entre a vida atual e as vidas passadas rememoradas e auto-investigadas?

A questão aponta para um aspecto muito profundo do estudo da personalidade no aspecto palingenético. Conhecer a si mesmo significa compreendermo-nos a partir de um espectro amplo, tanto horizontal, como vertical, pela lógica inclusa do Infinito, pois não iremos nos compreender por completo e sempre sobrará uma imensa lacuna, infinita, de não-saber.

As questões básicas da vida:

1. De onde viemos?
2. Para onde vamos depois de morrer?
3. O que fazemos aqui?
4. Quem somos?

Esta investigação vai além disso, senão vejamos:

1. Viemos de uma origem extraterrestre, todos nós. Ninguém é terreno, todos somos cósmicos, cada um habitando um espectro de dimensão do espaço-tempo cosmológico associado ao nível de consciência de cada um. Uns mais próximos do planeta, outros mais distantes, no espaço estelar e outras dimensões mais avançadas.
2. Vamos para o mesmo espectro dimensional o qual se alinha com a calibração psíquica, consciencial, de cada um. Esta dimensão, como disse, pode ser próxima ou não da Terra, pode ser inclusive fora deste sistema solar, próximo de outros planetas.
3. Evoluir e continuar evoluindo. O que muda é a tarefa evolutiva de cada um, porque cada um de nós está calibrado num contexto cosmológico multidimensional consciencial e esta tarefa se alinha a isto.
4. Somos de fato, personalidades ou espíritos, almas ou consciências, que existem num nível de espectro atemporal e não se aplica as leis de nascimento e morte, portanto, qualquer lei de tempo-espaço; e existimos desde sempre e, por enquanto, saber o que significa tudo isto, pertence ao campo da Transciência, e está inacessível pelo menos ao nosso nível cognitivo, atual (2012).

Ou seja, as respostas que coloco acima somente nos traz mais perguntas, porque elas por si não bastam para compreendemos estas questões aplicadas a cada caso individual. Esta é a vantagem de nós pesquisadores sermos também, parapsicólogos clínicos, pois sabemos, que cada caso é um caso muito específico.

Assim, esta investigação procura responder estas questões numa investigação particular, especialmente numa lacuna existente na autopesquisa de ambos pesquisadores e, diante da investigação particular, procuraremos realizar a saturação qualitativa (método fenomenológico) pela hipótese do alcance do caso particular para o geral que ocorre com todos nós, baseado no modelo geral de pesquisa adotado na dissertação de mestrado em educação, defendido na UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina, pelo parapsicólogo Fernando Salvino (método qualitativo e fenomenológico).

A pesquisa já conta com dois experimentos laboratoriais, com indução facilitada por método de hipnose e outros métodos associados, visando a formação de hipercampo de energia visando a facilitação da expansão de consciência, sadia, natural, para o acesso ao holocampo cosmológico pela retrocognição do ultimo período entre-vidas de ambos pesquisadores.

O perfil dos sujeitos da pesquisa é claro, ambos possuem ética impecável na direção de investigações científicas sérias no campo parapsicológico e são habilitados pela FEBRAP - Federação Brasileira de Parapsicologia outorgado pelos eminentes parapsicólogos de renome indiscutível: Dr. Geraldo Sarti e Dr. Carlos Tinoco, ambos colaboradores e membros honorários do NIAC. Os sujeitos também são APC - agentes psi confiáveis, tendo experiência pessoal suficiente no campo de indução e auto-indução de fenômenos parapsíquicos além de terem formação clínica especializada no campo da Parapsicologia Clínica, pelo Instituto de Parapsicologia e Ciências Mentais.

Um dos objetivos gerais também é o de ir além do pesquisado até então, viabilizando um acesso mais profundo para dentro da psiqué, sem colocar em risco pacientes ou outras pessoas, colocando-nos como cobaias de si mesmos, sob o amparo extrafísico da consciencialidade lúcida extraterrestre, distante e completamente segmentada de qualquer traço de misticismo, responsáveis pelo que chamam de "calibração cosmológica".

O grande volume de pesquisas da área revelam dados investigativos de vidas ou experiências passadas anteriores ao nascimento desta vida, vidas estas humanas, dentro da história do planeta. Os livros espíritas narram a vida extrafísica da consciência num espectro geralmente restrito a orbe mais próxima da Terra, de forma geral, a partir de casos particulares psicografados, porém, sérios. Os volumes de livros sobre projeção consciente revelam casos de experiências fora do corpo num tempo presente, no que ocorre no momento da experiência. Até o momento, não encontramos em revisão bibliográfica alguma pesquisa que incide sobre a investigação científica retrocognitiva do último período entre-vidas. Trata-se, a princípio, de investigação não realizada até então. As obras clássicas de Allan Kardec e outras, como as de Waldo Vieira apresentam lacunas quanto a detalhes mais específicos quanto a manifestação da consciência além do planeta, extraterrestre, cósmica, e seus níveis de evolução e lucidez, estando pois no espectro de evolução daquilo que Kardec chamou de "espíritos superiores", ou os que coordenam a evolução cosmológica ampla e multidimensional, além da fantasia, da ficção e do misticismo que contamina a seriedade deste objeto altamente relevante da investigação avançada da consciência. A EXTRACONS, associação internacional de exterrestriologia ainda não está formada e não consta nenhuma pesquisa ainda sobre a temática.

Até o momento, foram realizados dois experimentos laboratoriais, ora em Florianópolis, na sede do NIAC, localizado na residência do parapsicólogo Fernando Salvino e, ora em Joinville, localizado no consultório do parapsicólogo Guilherme Kilian.

Um ensaio científico está sendo elaborado com a finalidade dar a publicidade a este intento investigativo, dando prosseguimento a razão de ser do NIAC, e as evidências até o momento parecem se situar na alta relevância para o entendimento experimental e científico do momento do planeta e de nosso exato local do cosmos.

Ficamos abertos a quaisquer esclarecimentos.

Fernando Salvino - NIAC