22.6.18

O Universo Psi-Matemático de Sarti [Ao meu grande irmão e amigo Geraldo Sarti (in memoriam)]

Por Salvino (como Sarti me chamava).


Em meados de 2010 durante uma investigação onde desenvolvíamos, eu e o parapsicólogo Guilherme Kilian, a hipótese do Projeciotron, ou a indução mecânica de experiência fora do corpo, conhecemos Sarti.

A pesquisa no google levou-me ao site www.parapsicologia-rj.com.br, e o contatei. A intenção era integrar um parapsicólogo com conhecimento em matemática, engenharia e principalmente física, de forma a dialogarmos sobre a hipótese dos ciclos de varredura de especto e a câmara de indução mecânica da descoincidência holosomática e assim, a projeção para fora do corpo por ação mecânica.

Sarti, nos recebeu de forma extremamente receptiva o que resultou em anos de diálogos por skype e por email, e em contato pessoal aqui em Joinville/SC.

O seu temperamento bem humorado, sarcástico e ao mesmo tempo fiel, e uma das mentes mais complexas que pude conhecer nessa vida. Os diálogos transitavam pela física moderna, psicobiofísica, cosmologia e uma matemática parapsicológica complexa, a tese dos psicons, e suas relações com a experimentação extracorpórea que desde criança tive e com a ampla fenomenologia psi.

Do interesse no Projeciotron adentramos num universo abstrato da matemática parapsicológica, de uma espécie de parafísica, de uma hiperfísica, capaz de integrar a inteligência até mesmo ao fenômeno da força gravitacional. Foi Sarti que chamou o primeiro experimento de retrocognição de laboratório que realizamos de Experimento Salvino-Kilian, cujo experimento posteriormente originou o LAC - Laboratório de Autopesquisa da Consciência e do Yôga.

O Experimento Salvino-Kilian foi para Sarti a comprovação experimental da tese de psicons conjuntamente com a fenomenologia extracorpórea que relatava a Sarti e ele, genialmente, traduzia em formulas matemáticas. Ele me dizia: esta tudo demonstrado matematicamente.

O universo matemático de Sarti foi para mim um mergulho no buraco negro. Da mesma forma que para ele nosso experimento validou sua tese, a sua tese foi para nós a mais complexa demonstração matemática e lógica da não-localidade da inteligência. Psicons, unidade fundamental da inteligência, componente transcendental do cosmos. Tudo isto era a mais empolgante viagem. Unir todos os nossos experimentos e vivência, com o universo matemático.

Nossas reuniões eram verdadeiros mergulhos no hiperespaço, no hipertempo, na transcendência do espaço-tempo, até a abstração da natureza da inteligência em sua expressão como psicon, atravessando a ampla fenomenologia parapsicológica. Conversávamos por telefone quase que semanalmente. Reuniões em videoconferência pelo skype, email... Ele submetia seus artigos para lermos antes de publicar. Ele queria saber nossa posição, sobre sua tese. Creio que foi a primeira vez que realmente pesquisadores penetraram na contribuição que Sarti deixou a Parapsicologia.

Neste meio tempo, Sarti veio ao Instituto de Parapsicologia em Joinville ministrar Palestra sobre psicons, e de fato, nenhum parapsicólogo ali presente compreendeu sua tese. Fui chamado a dar outra palestra para esclarecer a tese do psicons, numa linguagem acessível a comunidade. A complexidade de sua forma de comunicação, a mente de Sarti era uma explosão de massa coronal. Cada explosão vinha um novo enunciado matemático, onde associava até com os saberes do tzolkin Maia, a codificação galáctica.

Foi um período de fecunda investigação. Palavras são alcançam esse período de dialogos e aprendizados que tivemos nós três, eu, Guilherme Kilian e Geraldo Sarti.

E com orgulho posso dizer que conheci um parapsicólogo de verdade e que me ensinou mesmo se desejar ensinar isto, a posicionar-me de forma ainda mais autêntica a respeito de minhas teses e experiências pessoais no campo da fenomenologia parapsicológica.

E também, com toda a gratidão sincera que sinto por meu amigo e irmão, que agradeço ter nos formado parapsicólogo ao longo dos anos que estivemos em contato semanal, que foi um verdadeiro curso particular de parapsicologia, onde ensinou-nos a sua tese do psicons, sobre a parapsicologia de forma geral, cosmologia, física, psicanálise, etc.

E certamente ao despertar em sua agora realidade extrafisica, após a desativação de seu corpo, comprovará a sua tese do link e deslink, psicons e tudo o mais, ao realizar suas viagens projetivas em corpo mental (psicon).

Onde você estiver grande amigo, paz e luz e aquele nosso abraço psicônico!

Salvino.

0 comentários:

Postar um comentário

Caro(a) leitor(a), seu comentário é bem vindo!